Blog

Onde anda você, Ex-aluno?

Daniel Feldman – Processamento de Dados 1992:

Que projeto maravilhoso! Devo muito ao ORT, e fico muito feliz de poder ver o que aconteceu com o pessoal que estudou na minha época, e acho que esses depoimentos são muito bons para trazer bons alunos pra escola.

Eu me formei em 1992 em Processamento de Dados e fui pra Israel, sem fazer vestibular. Chegando lá fiz 3 anos de exército na Artilharia e logo em seguida estudei Engenharia de Computação no Technion, me formando em 2000. Posso dizer que nada que fiz no exército ou no Technion me deixou tantas horas sem dormir quanto o projeto final no ORT!

Logo que eu entrei na faculdade entendi que a vida acadêmica não era para mim, que eu precisava trabalhar. Assim, trabalhei como estagiário na Rafael (http://www.rafael.co.il/) entre 1997 e 1999, na equipe de desenvolvimento de circuitos integrados, programando em VHDL. No fim de 1999 me transferi para a Nice Systems (http://www.nice.com/), onde ainda estudando comecei a trabalhar no cargo de engenheiro, programando FPGA’s. No início de 2001, resolvi me juntar à equipe com que trabalhei na Rafael e criamos um startup chamado IC4IC (http://web.archive.org/web/20021003080059/www.ic4ic.
com/management.html), onde eu comecei como Arquiteto de Sistemas, e acabei gerenciando a equipe de Arquitetura. Sem dúvida, muito do que eu aprendi no ORT, dos conceitos básicos e programação até a integração de várias disciplinas, fizeram de mim um engenheiro de sistemas muito mais completo.

Infelizmente, em 2003 nossos investidores perderam a paciência e o startup faliu. Como gostei muito do contato que tive com clientes, meu próximo emprego foi de Gerente de Produto no departamento de marketing da PowerDsine, um outro startup, que inventara a tecnologia de Power over Ethernet. Na PowerDsine, que em 2004 fez um IPO e em 2007 foi comprada pela Microsemi (http://www.microsemi.com/), avancei gradativamente, fui transferido para San Jose na California, e hoje gerencio uma unidade de negócios de $50M. Entre 2007 e 2010 fiz um MBA em UC Berkeley, California. E, mais uma vez, o ORT me ajudou: os cursos do “Careca” (já não me lembro o nome do professor*) do ORT fizeram minha vida ser muito mais fácil quando estudei contabilidade e finanças.

Tendo mudado de continente duas vezes, e de profissão, o ORT continua presente na minha vida como a base da minha formação, tanto do ponto de vista de conhecimento como de perseverança.

OBRIGADO ORT!!!


Daniel

*Nota do Editor: Daniel refere-se ao professor Sérgio de Castro.

Clique aqui e veja outros depoimentos

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.